E o Osama Morreu...

Após uma caçada ensandecida de mais de 10 anos, que custou mais de 450 bilhões de dólares, chega ao fim o Homem mais procurado do mundo, nesta madrugada morreu o Saudita Osama Bin Ladem. Nesta segunda-feira veremos todos os principais meios de comunicação, não importando que mídia se utilize, comemorarem tal fato. Lembrarão de quem se empenhou nesta luta e criou duas Guerras para isso (Afeganistão e Iraque), o Sr George W. Bush e é claro seu sucessor, que ainda mantém estes dois imbróglios, Barack Obama. Mas tem algo que provavelmente pouco se discutirá, para que serviu esta caçada?

Com toda essa demora para que a mais poderosa força armada do mundo achasse um Homem num buraco, até que se começou a debater esta questão. Mas agora com este desfecho, poucos meses antes do 10º aniversário do 11 de Setembro de 2001, chega o momento de comemorar a Barbárie do Império Americano e se vingar dos que tiraram a vida de pessoas “inocentes”. No entanto existe outra pergunta a ser feita; a morte de Osama muda alguma coisa realmente, a Alqaeda irá parar de fazer o que faz? Acredito que não, pois o que alimenta esse ódio não é o fundamentalismo Religioso e sim o fundamentalismo do Imperialismo Americano.

Esta data não é para comemoração e sim para a reflexão, não dá mais para sermos tão passivos em nossas ações com o noticiário da "noite", não dá para acordar de madrugada e passar o resto do dia vendo uma encenação da Realeza Inglesa, que talvez só tenha sentido para eles mesmos. Chegar de deixar que os Bonner’s da vida pensem por nós, que decidam por nós e que façam por nós. Vamos tentar começar fazer um pequeno exercício cada vez que assistirmos, ouvirmos ou lermos alguma noticia, coloque sempre uma interrogação em cada afirmação feita por eles, e até por nós também, e então deixaremos de ser o boneco do ventrículo.

5 comentários:

3 de maio de 2011 08:19 chocalhodecascavel disse...

Bin
já Bin
Segundo Benazir
Bhutto nos imperialistas.
a farça e a trama
é mesmo o fim?
ou uma previa midiática
para mais uma novela
que desenovela sangue negro?..

3 de maio de 2011 11:15 Mile disse...

Gente,

juro que estou muito duvidosa quanto a essa noticia.
Algo nao me soa bem.
Me sinto enganada, como se todo esse circo fosse montado.
Sabe, acho que Osama nao morreu. Que toda essa palhaçada veio a calhar na política interna e externa estadunidense.

Aguardo o próximo capítulo.

3 de maio de 2011 17:19 ginaldo disse...

História muito mal contada mesmo. Mas não sei se os caras se arriscariam num blefe desses, o desmascaramento seria um desastre pra credibilidade do governo Obama. Eu acho mais provável que Osama já estivesse morto, por outra causa qualquer e o governo americano só teve a confirmação agora. Acredito que a grande farsa foi essa operação das forças armadas estadunidenses para matar o barbudo.
E cá entre nós esse lance de o corpo ter sido jogado no mar obedecendo rituais islâmicos foi foda, os caras estavam doidos pra exibir a cabeça de Bin Laden numa bandeja!!!

3 de maio de 2011 23:05 Jorge Raimundo disse...

Convido vocês a abrirmos uma sessão de debates partindo de um texto que postei em um blog, relacionado sobre o acontecimento do domingo.

Grande abraço, Jorge. Segue o link abaixo...

http://cincobics.blogspot.com/2011/05/o-que-ha-por-tras-de-uma-boa-acao.html

5 de maio de 2011 06:45 Aritana disse...

Pois é... Corpo jogado no mar foi terrível! Desde quando os EUA respeitam rituais islâmicos?
A "morte" de Osama não representa o fim dos conflitos e sim uma vingança pelo atentado de 11 de setembro que dará início de uma nova guerra, afinal a al-Qaeda não aceitará essa suposta morte.
Não consigo entender o conforto da população estadunidenses que pede paz e se sente aliviada com tudo isso, se aqui emergem novos conflitos.

Postar um comentário